Mixtape por Mônica Bezerra

Mixtape de quarta super especial com o tema “Mulheres na Música” feita por Mônica Bezerra!

Mônica é cantora, instrumentista, compositora e intérprete. Tocando violão com pegada folk e personalidade forte nas canções, Mônica Bezerra passeia por influências do rock, folk, cantoras brasileiras, entre outros gêneros. Atualmente vocalista da banda Nega Fulô. Com três EP´s já lançados, dois com a banda Trivolve (banda independente da qual fez parte por 5 anos), se prepara para a gravação do primeiro disco solo.

O tema “Mulheres na Música“: 

Escolhi diferentes vozes, figuras femininas, bandas com alguma integrante feminina e canções que de alguma forma me influenciam e influenciaram musicalmente ao longo da minha vida. A escolha é de minha preferência e não da maioria. Por isso, não se espantem se não encontrarem artistas mega famosas. Claro que para escolher as faixas não levei em consideração apenas o timbre vocal das cantoras, mas também o papel delas na sociedade como artistas, a qualidade da canção, arranjo, dos compositores, músicos e produtores envolvidos. E claro, não só mulheres cantoras, mas também instrumentistas. Difícil escolher apenas 12, mas enfim, vamos lá‘.

Bora saber quem são as escolhidas dela? 

Na sequência dos fatos, eis a Mixtape que você pode ecsutar clicando aqui.

E pra saber curiosidades das músicas escolhidas pela Mônica aproveite o texto abaixo! 

Rufus & Chaka Khan – Tell me Something Good (1974)

A banda Rufus (funk) foi responsável por lançar a cantora Chaca Khan. Ouçam e sintam o swingue dos negões! Chaca Khan lançou um hit disco em 1978 (I´m Every Woman), que ficou famosa novamente mais tarde, na voz da Whitney Huston.

Talking Heads – Psycho Killer (1977)

Ué? Vocal masculino? Sim! Mas quem toca baixo é uma mulher! Já estou tirando de ouvido essa linha de baixo, super marcante e presente. Agora só falta comprar o instrumento.

Whitney Huston – I´m Every Woman (1978 e 1992)

Música de Chaka Khan, gravada na voz de Whitney Huston, que foi a artista feminina que teve o álbum mais vendido na história da música. O Guarda-Costas (1992)

A versão de Whitney está na Mixtape. Escute também a versão da Chaka Khan: 

Elis Regina – O que foi feito deverá (1978)

Perfeita interpretação da música de Milton Nascimento e Fernando Brandt pela lendária Elis Regina. Gosto do astral dela ao vivo, confraternizando com todos, sorriso contagiante. Na versão do estúdio me agrada mto o violão, os vocais masculinos (linda a melodia desses vocais, é a cara do Milton) e a percussão, influência africana bem clara.

Rita Lee – Esse Tal de Roque Enrow Álbum Fruto Proibido (1975)

Mandei esse link ao vivo porque adoro a interpretação dela! Ela é uma atriz. Rita Lee ao vivo em 1981, na globo, recomendo assistirem a esse show inteiro. É muito bom. A cada música uma surpresa.

The Bangles – Eternal Flame Álbum Everything (1988)

Uma das músicas mais lindas dos anos 80, na minha opinião. Primeira música que me marcou na infância além das músicas infantis. Ouvi em 1988 ou 89… tenho a lembrança bem clara, estava no banco de trás do carro dos meus pais. Essa música me sensibilizou profundamente, e depois fui descobrir que era uma banda toda feminina! Ainda quero montar uma banda como esta. Na qual, todas cantam e cada uma toca um instrumento. Linda a harmonia vocal delas.

Alanis Morissette – Forgiven Jagged Little Pill (1995)

Uma das minhas canções preferidas do álbum. Difícil escolher pq todas as faixas são maravilhosas. 3º album de estúdio da cantora e compositora Alanis Morissette.  O disco está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame e é um dos 10 preferidos da minha vida. Tem a participação do baixista Flea (Red hot Chilli Peppers) na versão alternativa de You Ought a Know. E o baterista do disco todo é o atual baterista do Foo Fighters, banda que adoro.

 The Cardigans – Explode Gran Turismo (1998)

 Banda que me apaixonei recentemente. Impressionante tudo. Essa é uma das minhas músicas preferidas.

 Pato Fu – O Filho Predileto do Rajneesh

Do álbum Isopor (1999). Uma banda que sabe fazer rock alternativo e plural. Impressionante como a voz doce da Fernanda Takai combina com vários estilos. Gosto desta letra e música de Rubinho Troll, que descreve de uma forma irreverente como e porque o filho é sempre “mais dela”.

Marisa Monte – Tema de amor (2000)

Do álbum Memórias, Crônicas e Declarações de amor (2000), o meu preferido da cantora e compositora Marisa Monte. O mais vendido de sua carreira musical.

Camille – Le Sac Des Filles (2003)

O nome da música dá nome ao primeiro álbum da cantora e compositora, que mais tarde, incorporou os estilos new wave e bossa nova.

 KT Tunstall – If Only (2007) Drastic Fantastic

Cantora, compositora e multi-instrumentista (violão, guitarra, bateria, piano e vocal) britânica, nascida na Escócia. Autora de canções incríveis.

 

AMAMOS a Mixtape de hoje! Obrigada Mô!!!😉

 

3 comentários sobre “Mixtape por Mônica Bezerra

  1. PARABÉNS MÔNICA!!! A ESCOLHA DAS MÚSICAS FOI ÓTIMA!!!
    Destaque para Whitney Houston,Rita Lee [q sempre q ouço lembro de vc], Talking Heads e claro BANGLES…ADOROOOO!!!
    Aliás,gosto de mta coisa que vc postou aqui,mas essas foram sensacionais!
    Bjãoooo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s