Mixtape por Matheus Duarte

Mixtape tá no ar e nosso convidado dessa semana é Matheus Duarte, da banda Match.

Matheus é de Belo Horizonte e trabalha com música há mais de 15 anos. Tem o projeto Match, com Val Ofílio e André Nisgoski, viveu e tocou fora do país e, desde 2007 dedica-se a produção musical de artistas, jingles e trilhas.

Match ainda acrescentou que esta playlist é a discografia de cabeceira no momento. “Variada, mas sincera”! Então, bora saber mais?

Taylor Hawkins and The Coattail Riders – It’s Ok Now

O baterista do Foo Fighters (e ex-Alanis Morrissete) não poderia ter me dado surpresa melhor. Demorei pra saber da existência desse disco que foi o meu mais sério vício nos últimos meses. Letras muito pessoais e muito bem escritas, sonoridade setentista e qualidade vocal indiscutível.

Chemical Brothers – Trilha Sonora do filme Hanna – Sou colecionador de trilhas-sonoras e há muito tempo não pintava uma que me chamasse a atenção. Assisti o filme e praticamente os Chemical Brothers contam a história junto com a personagem principal, Hanna.

Lenine – Chão – Quero ser que nem o Lenine quando eu crescer! O cara é visionário, moderno e ainda incluiu o filho na tour. O disco “Chão” não tem bateria. Apenas violões, guitarras, baixo e sintetizadores. Como se pode ver no vídeo, são apenas Lenine, seu filho – Bruno Giorgio e Tolstoi.

Led Zeppelin – Ramble On – Por causa deles eu comecei a tocar. Poderia destacar 5 discos inteiros, mas como não é possível, mando “Ramble On” que melhora qualquer dia ruim.

Elbow – Grounds For Divorce – Ouvi esta música no rádio e passei horas tentando descobrir quem era. A banda é dos anos 90 e a música foi lançada em 2008, mas o riff dela dá a reconfortante sensação de que o blues e o rock n’ roll têm fôlego pra mais umas 50 gerações, no mínimo!

Soda Stereo – En El Septimo Dia – Uma das principais bandas argentinas e a minha preferida. Também conhecida por “De Musica Ligera”, que no Brasil ganhou versão do Capital Inicial “A Sua Maneira”.

Ammon Düül II – I Can’t Wait – Esta é uma das bandas “mucho locas” dos anos 70 que herdei da discoteca da minha mãe. Vive voltando ao meu top 10. Representante da cena progressiva/psicodélica alemã. Vale a pena conferir, até pra perceber que não se ouve nada de novo na atualidade.

Crocodilla – Falando de Você – Muito massa ouvir esse disco preso no trânsito de Curitiba!

Uh Lá Lá – Remédio – Como é que uma música pode ser tão groovie e tão cara-de-pau ao mesmo tempo? Pirei no disco todo!

Pra escutar a Mixtape de cabeceira do Match vem por aqui!

Pra saber mais sobre a banda MATCH é só clicar aqui.

E aí, curtiram? A gente curtiu muito!! 

Semana que vem tem mais Mixtape com convidados super legais! Fique de olho!😉

Obrigada Match!!!!🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s